Hip-hop luso brilha n'O Sol da Caparica

Milhares vibram com as rimas e batidas de Bispo, Wet Bed Gang, Piruka e Jimmy P.
Por Pedro Rodrigues Santos|18.08.18
  • partilhe
  • 0
  • +
Se a quinta-feira ficou marcada pelas canções apaixonadas de Calema, Anselmo Ralph, Virgul ou Jorge Palma no palco principal d'O Sol da Caparica, esta sexta-feira foi o hip-hop cantado em português, no segundo palco, a justificar porque milhares de jovens esgotaram os bilhetes deste dia.

Bispo mostrou porque é atualmente um dos nomes a reter no mundo do rap. Verdadeiro sucesso das redes sociais, o jovem da linha de Sintra 'lançou o caos' em pouco menos de uma hora. Foi um bom aquecimento para os Wet Bed Gang, outro dos grupos que tem marcado o hip-hop luso nos últimos anos. O público não arredou pé, até porque a seguir ia cantar Piruka, outro fenómeno da internet. Já depois de Jimmy P, que fechou o segundo palco d'O Sol da Caparica, foi Djodje a ganhar um merecido banho da multidão que, entretanto, tinha rumado ao palco principal.

Frankie Chavez abriu o espaço, no início da noite, com canções bem marcadas pelo blues e pelo southern rock, para uma audiência ainda reduzida, antes da entrada em cena dos UHF. António Manuel Ribeiro liderou a atuação com temas que já fazem parte da história do rock português, com particular destaque para os eternos 'Cavalos de Corrida' e 'Rua do Carmo'.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!