Hospitais de Lisboa e Vale do Tejo têm de aumentar número de camas até setembro

Administração Regional de Saúde deve promover o ajustamento das lotações dos hospitais.
Por Lusa|29.03.18
  • partilhe
  • 1
  • +

Os hospitais da Região de Lisboa e Vale do Tejo devem aumentar, até setembro, o número de camas para doentes agudos para 8.149, determina esta quinta-feira uma portaria sobre a reestruturação da Rede de Cuidados de Saúde.

No final de 2017, existiam 7.871 camas de agudos nos hospitais da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), ou seja, mais 157 do que no final de 2015, ainda assim abaixo do valor verificado em 2011, adianta a portaria publicada esta madrugada em Diário da República.

Segundo o diploma, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) deve "promover o ajustamento das lotações dos hospitais e centros hospitalares da respetiva região, aumentando a capacidade de resposta na Medicina Interna, sem comprometer a disponibilidade ao nível das especialidades cirúrgicas, atento o objetivo de cumprimento dos tempos máximos de resposta garantidos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!