Hospital de Santa Maria reconhece dívida elevada a Instituto Português do Sangue

A administração do Centro Hospitalar de Lisboa afirma que valores estão a baixar.
01.08.18
  • partilhe
  • 0
  • +
A administração do Centro Hospitalar de Lisboa Norte reconhece que a dívida ao Instituto Português do Sangue é elevada, mas garante que está a diminuir o ritmo de faturas em dívida e que nunca manipulou informação.

Segundo um relatório do Tribunal de Contas, esta quarta-feira tornado público, no final de 2016 só o Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN) tinha uma dívida de 37,8 milhões de euros ao Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST), representando quase metade da dívida total das instituições do Estado ao instituto, "com conhecimento e tolerância do Ministério da Saúde".

"Reconhecemos a dívida e o valor elevado desta dívida. Mas em momento algum subtraímos ou manipulámos informação e os valores sempre estiveram espelhados nas contas da instituição", afirmou à agência Lusa Carlos Martins, presidente do CHLN, que integra os hospitais Santa Maria e Pulido Valente.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!