Igreja católica pede fim da repressão violenta na Venezuela

O pedido surge no dia em que grupos de "coletivos" entraram numa basílica e intimidaram centenas de pessoas.
13.04.17
  • partilhe
  • 3
  • +
O arcebispo de Caracas pediu na quarta-feira ao Governo venezuelano que ponha fim à repressão violenta dos manifestantes e aos "coletivos", grupos de motociclitas armados, apoiantes do regime, que atacam opositores.

"Expressamos preocupação pela repressão violenta, por parte do Governo, e pedimos para que a detenha. Inteligente seria que o Governo permita as manifestações, mas principalmente que resolva os problemas", disse Jorge Urosa Savino, em conferência de imprensa, em Caracas.

O pedido da Igreja Católica surgiu no mesmo dia em que grupos de "coletivos" entraram na basílica de Santa Teresa e intimidaram centenas de pessoas que veneravam o Nazareno de São Paulo, uma tradição que assinala a Semana Santa no país.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!