Prevenção face aos incêndios reforçada face a onda de calor com máximos históricos

"Qualquer pequena faísca pode causar um incêndio de grandes dimensões", alerta a proteção civil.
Por Lusa|30.07.18

A Proteção Civil reforçou as ações de monitorização da floresta, pré-posicionou bombeiros e envolveu os serviços municipais de proteção civil no aumento da prontidão, face à onda de calor dos próximos dias, que pode ter "máximos históricos".

Face às previsões de brusco aumento de temperatura para esta semana, que pode chegar aos 45 graus, responsáveis da Proteção Civil, Direção-Geral da Saúde e Meteorologia deram esta segunda-feira uma conferência de imprensa a alertar para a situação, mas também para tranquilizar os portugueses.

As temperaturas vão estar acima dos valores médios, que podem ter impacto em termos de saúde pública e de propagação de incêndios.

Temperaturas chegam aos 45 graus na quinta-feira


Foi elevado o nível de alerta especial para todos os distritos do interior, norte, centro e sul do país. 

A Proteção Civil alerta ainda para a tolerância zero face a todo o tipo de uso de fogo.

"Qualquer pequena faísca pode causar um incêndio de grandes dimensões", alerta.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!