Internamentos por doença mental aumentam com temperaturas altas

Estudo analisou o número de internamentos por distúrbios mentais entre 2008 e 2014.
Por Lusa|29.08.18
  • partilhe
  • 0
  • +

O número de internamentos por distúrbios mentais de residentes na Área Metropolitana de Lisboa sobe quando há um aumento das temperaturas acima dos 30 ºC, concluiu um estudo da Universidade de Coimbra.

O estudo, que analisou o número de internamentos por distúrbios mentais entre 2008 e 2014 de residentes da Área Metropolitana de Lisboa, identificou que há um aumento significativo de entradas nos hospitais quando as temperaturas são mais elevadas, sendo que as mulheres mostram-se mais vulneráveis a esta situação.

"A exposição a temperaturas elevadas deve ser considerada como um risco significativo de doença mental", devendo esta problemática ser abordada pelas entidades responsáveis que poderão necessitar de reforçar a sua resposta quando há alertas de temperaturas elevadas, concluiu o estudo da Universidade de Coimbra, que tem como primeiro autor Ricardo Almendra, investigador do Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Coimbra.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!