IPO Lisboa não vai ter plantação de canábis para doentes

Administrador defende serem necessários mais estudos sobre as repercussões da planta.
Por Lusa|18.03.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O administrador do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa defende mais estudos sobre as repercussões do uso da canábis para fins terapêuticos e duvida que o hospital venha a ter uma plantação para uso nos doentes.

"Francamente gostaria de ver um pouco mais estudadas as eventuais repercussões negativas, ou ausência delas, para que isso, de facto, pudesse acontecer", disse Francisco Ramos, que dirige um dos hospitais que atende mais doentes com cancro.

O cancro é uma das doenças para a qual os defensores do uso da canábis para fins terapêuticos identificam benefícios nesta prática, nomeadamente no alívio da dor.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!