Isabel dos Santos nega notificação da PGR e transferências bancárias de 38 milhões  

Fonte oficial da empresária afirma que esta tomou conhecimento da situação pela comunicação social.
31.07.18
  • partilhe
  • 0
  • +

Isabel dos Santos reagiu esta terça-feira às notícias da imprensa pública angolana que davam conta que a empresária tinha sido notificada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) angolana para prestar declarações no âmbito do inquérito em curso sobre a sua gestão à frente da empresa Sonangol.

A anterior presidente da petrolífera angolana "não recebeu qualquer notificação da Procuradoria Geral da República de Angola", refere fonte oficial de Isabel dos Santos, acrescentando que "foi com surpresa que tomou conhecimento através da comunicação social que teria sido notificada para responder sobre actos da sua gestão na Sonangol".

Tanto a Televisão Pública de Angola (TPA) como a Rádio Nacional de Angola (RNA) noticiaram que a filha do ex-Presidente angolano José Eduardo dos Santos foi notificada a 17 deste mês. Acrescentaram que Isabel dos Santos não respondeu, pelo que seria novamente notificada "a qualquer momento".

Tal como já havia referido em entrevista ao Negócios em Março, Isabel dos Santos reafirma que "é falsa a afirmação de que foram realizadas transferências bancárias de 38 milhões de dólares após a cessação de funções da anterior Administração da Sonangol.

 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!