Jornalistas russos assassinados investigavam mercenários, diamantes, ouro e urânio

Documentarista Alexandre Rastorgouiev e o repórter de imagem Kiril Radtchenko, foram assassinados, segunda-feira à noite.
02.08.18
  • partilhe
  • 0
  • +
Os três jornalistas russos assassinados na República Centro-Africana (RCA) estavam a investigar mercenários militares da Federação Russa, mas também as atividades extrativas no país, designadamente diamantes, ouro e urânio, informou esta quarta-feira o seu editor.

De acordo com fontes ligadas às autoridades russa e da RCA, o repórter Orkhan Djemal, o documentarista Alexandre Rastorgouiev e o repórter de imagem Kiril Radtchenko, foram assassinados, segunda-feira à noite, perto de Sibut por homens armados.

Estes jornalistas tinham chegado à RCA com vistos de turistas para trabalharem disfarçados e planeavam ficar duas semanas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!