Jovem infértil sofre por parecer que está sempre grávida

Efeito secundário da endometriose confunde todos aqueles que ficam impressionados com a sua barriga.

Heather Morrison, uma mulher infértil de 24 anos, tem endometriose, uma doença que tem como efeito secundário o inchaço da barriga.

Esta doença, para além de ser extremamente desconfortável, provoca-lhe tantas dores que chega a estar acamada durante dias. Um dos efeitos secundários incluem o inchaço, o que faz com que o estômago fique tão saliente que se confunde com uma gravidez.

Esta doença é muitas vezes confundida com uma simples dor de barriga. Contudo, depois de a mãe de Heather assistir, pela primeira vez, a uma forte cólica da filha, levou-a ao Hospital.

Os médicos informaram-na que ela não conseguiria ter filhos, se não fosse através de um tratamento de fertilização in vitro. Contudo, este tratamento é bastante caro e Heather, juntamente com o seu namorado Gerard, ficaram desesperados.

"Eu não posso engravidar, mas este meu inchaço faz com que todos pensem que estou grávida", contou Heather.

"Quando estranhos pedem para sentir a minha barriga, tenho de explicar que não estou grávida (…) é muito doloroso porque, cada vez que isto acontece, lembro-me da luta que enfrento todos os dias", lamenta a jovem de 24 anos.

Como Gerard, o namorado da jovem, já tem um filho de outro relacionamento, o casal teria de permanecer numa longa fila de espera até serem aceites para o tratamento.

O casal decidiu engravidar, há cerca de dois anos, apesar de os médicos advertirem que seria quase impossível conceber naturalmente.

Determinados a terem uma criança em conjunto, Heather e Gerard decidiram pagar o tratamento numa clínica privada, na Polónia. Para isso, venderam roupas e móveis no eBay, para angariar dinheiro.

Contudo, os sacrifícios foram em vão. O casal fez sete testes de gravidez e todos deram negativo.

Os médicos estimam que o casal terá uma taxa de sucesso de 30% - o que significa que as probabilidades não estão a favor do casal. Contudo, tencionam continuar a tentar.

"Eu quero muito isto", diz Heather. "Vamos continuar a tentar e se não funcionar, tentaremos outras opções", adianta ainda.

O casal já ponderou a adopção, mas diz que "para já não é uma opção". 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!