Sub-categorias

Notícia

Juíza marca para setembro debate instrutório do processo 'Jogo Duplo'

Em causa estão crimes de associação criminosa em competição desportiva, corrupção ativa e passiva em competição desportiva.
Por Lusa|17.07.17
  • partilhe
  • 0
  • +

O Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Lisboa agendou para 5 de setembro o debate instrutório do processo 'Jogo Duplo', relacionado com viciação de resultados no futebol, após sete dos 27 arguidos requererem a abertura de instrução.

O despacho da Juíza de Instrução Criminal (JIC), a que a Agência Lusa teve esta segunda-feira acesso, indica que a acusação do Ministério Público (MP) "foi declarada nula" quanto a um dos arguidos, sem, no entanto, explicar, neste despacho, os motivos, ficando o processo com 27 arguidos em vez dos 28 iniciais.

A JIC negou ainda inquirições e acareações solicitadas pelos arguidos nos requerimentos de abertura de instrução, considerando-as "meramente dilatórias", razão pela qual não agendou nenhuma diligência antes do debate instrutório, agendado para as 10h00 de 5 de setembro.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Cm ao Minuto

Fernando Ilharco

Emoções que desconhece

‘Gigil’ é sentir vontade intensa de apertar uma pessoa porque é fofa e querida".

J. Rentes de Carvalho

O queixume dos betinhos

Umas mulheres, seguindo a idosa Catherine Deneuve, vieram defender o direito ao namoro.

Victor Bandarra

Droga de vida!

É um ‘dealer’ com pinta, as miúdas ficam malucas por ele.

Joana Amaral Dias

Quarto escuro

Falta os deputados lembrarem-se que não são agentes secretos.

João Vaz

Exorcizar o diabo

Os adeptos do pessimismo que alguns pretendem ser expressão do saber e da inteligência, enfrentam sintomas de descoroçoamento.

Francisco Moita Flores

Rio a sul

Rui Rio vai precisar de ultrapassar este ressabiamento sulista, elitista e reacionário.

Ricardo Valadas

Ponto final

PJ e PSP têm mulheres e homens dispostos a dar a vida pelos outros.

pub