Junta de Lisboa pagou 31 mil a empresa da mulher de Miguel Relvas

Marta Sousa Relvas fez contrato de 1800 euros mensais, mas subcontratou serviço por 984.
07.02.18
Junta de Lisboa pagou 31 mil a empresa da mulher de Miguel Relvas
Foto David Martins
A empresa da mulher do antigo ministro do PSD, Miguel Relvas, foi uma das contempladas com as mais de cem adjudicações diretas da Junta de Freguesia da Estrela, em Lisboa, liderada pelo social-democrata Luís Newton.

O jornal online Observador noticia esta quarta-feira que a March Strategy, Lda, cuja sócia maioritária é Marta Sousa Relvas, foi contratada em abril de 2015 por um valor de 31 mi 686 euros, apenas um mês depois de ter sido criada. O contrato só apareceu no portal base.gov, que revela todos os contratos públicos, dois anos depois.

O contrato durou 17 meses com o custo (incluindo IVA) de 1.863 euros por mês. Marta Sousa Relvas revela ao Observador que subcontratou outra empresa para fazer a comunicação da Junta. No caso, a Contexto Fascinante, de Gonçalo Castel-Branco,que a empresária qualifica como seu "parceiro neste projeto de comunicação". A mulher do antigo governante diz que "pagava mensalmente 800 euros mais IVA [cerca de 984 euros no total]" à empresa subcontratada 

Marta Sousa Relvas e Luís Newton negam ao Observador que Miguel Relvas tenha tido interferência na sua contratação.

Marta Sousa Relvas detalha que o serviço prestado na Junta da Estrela foi nas áreas de "comunicação, media training e assessoria de imprensa". A empresária sublinha que a sua carreira na área da comunicação começou "15 anos antes de conhecer Miguel Relvas" e garante: "não sou nem nunca fui militante do PSD".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!