Maduro promete mão pesada para culpados de atentado

Forças da ordem prenderam seis suspeitos do ataque com drones contra o presidente.
Por Francisco J. Gonçalves|07.08.18
  • partilhe
  • 4
  • +
As autoridades venezuelanas prenderam esta segunda-feira seis suspeitos por ligação ao alegado atentado com drones realizado no sábado contra o presidente Nicolás Maduro. O chefe da diplomacia venezuelana, Jorge Arreazapara, afirmou, entretanto, que o ataque foi levado a cabo pelo que restava da célula rebelde liderada por Óscar Pérez, ex-militar morto em janeiro num raide em Caracas.

Os detidos são acusados de carregarem os drones com explosivos para matar o presidente durante um desfile militar, em Caracas.

"Os que se atreveram a ir até ao atentado pessoal que esqueçam o perdão, vamos persegui-los e capturá-los. Juro!", afirmou Maduro, prometendo "pena máxima" para os autores do ataque. Maduro acusou ainda a Colômbia, mas sem avançar quaisquer provas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!