Mais de 500 mortos entre domingo e terça-feira em Portugal

Diretora-Geral de Saúde salientou que é preciso apurar as causas destes óbitos e ter cautela na análise dos dados.
08.08.18
A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, disse esta quarta-feira que houve mais de 500 mortos entre domingo e terça-feira, mas salientou que é preciso apurar as causas destes óbitos e ter cautela na análise dos dados.

"Temos de ser cautelosos a analisar os dados e o impacto da mortalidade e cautelosos a comparar-nos com outros países que utilizam metodologias diferentes", afirmou Graça Freitas no balanço da resposta operacional e das medidas adotadas pelas várias entidades na sequência do calor extremo registado nos últimos dias, que decorreu na Autoridade Nacional de Proteção Civil, em Lisboa.

Analisando o impacto do calor e da mortalidade nos dias 5, 6 e 7 de agosto, onde foi registada uma onda de calor, a diretora-geral da Saúde adiantou que "houve uma variação diária no conjunto de mais de 500 óbitos registados".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!