Sub-categorias

Notícia

Mata namorada a tiro

Estavam zangados e ontem Paulo ‘Batatela’ foi a casa de Paula Guedes para conversar. Mas acabou por a matar com um tiro na cabeça e outro nas costas, no jardim da casa onde a vítima vivia com a mãe, em Serzedo, Gaia. Depois entregou-se na PSP de Valadares.
04.09.12
  • partilhe
  • 0
  • +

"Estava na sala e ouvi um tiro. Vim à varanda e ouvi logo um segundo disparo", contou ao ‘CM’ um vizinho da vítima. Paula Guedes, de 49 anos, divorciada e mãe de um jovem de 14 anos, mantinha uma relação amorosa com Paulo ‘Batatela’, de 50 anos. A zanga, que durava há uma semana, terminou ontem da pior maneira.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
3 Comentários
  • De MARIA04.09.12
    Usa-se uma arma como quem usa uma caneta. É uma tristeza. Anda tudo tresloucado. Já não há respeito por nada nem por ninguem. Mas gente c/esta idade já deviam ter juízo. Não há palavras. Será q são todos esquizofrénicos?
    Responder
     
     1
    !
  • De Guedes04.09.12
    Uma arma de fogo pode sempre dar jeito para conversar. Faz sentido.
    Responder
     
     2
    !
  • De Fernando Ferreira04.09.12
    Nos dias que correm mata-se o semelhante como se mata uma peça de caça.A única forma de inverter este tipo de mentalidade era a pena de morte.(olho por olho)De certo que os criminosos pensavam 2 vezes antes de agirem.
    Responder
     
     3
    !

Mais notícias

Mais notícias de Cm ao Minuto

pub