Metade da selecção brasileira foi criada apenas pela mãe

Seis dos 11 titulares da seleção do Brasil cresceram sem o apoio do pai biológico.
22.06.18
Metade da selecção brasileira foi criada apenas pela mãe
Foto Getty Images
Não é um, nem dois, nem três. Ao todo são seis dos onze titulares da selecção brasileira que cresceram sem o apoio do pai biológico. Gabriel Jesus, Miranda, Thiago Silva, Marcelo, Casemiro e Paulinho nasceram, cresceram e tornaram-se estrelas de futebol sem o apoio dos pais. 

O avançado Gabriel Jesus não esquece nunca a mulher que o criou quando é altura de festejar um golo, fingindo estar a segurar um telefone e que está a ligar à sua mãe, Vera Lúcia, abandonada pelo marido ainda antes do filho nascer. Gabriel diz mesmo que de cada vez que faz este gesto diz: "Alô, mãe", contou ao Player's Tribune.

Mas Gabriel Jesus não está sozinho. Também Paulinho, que alinha pelo Barcelona, cresceu sem a figura paternal presente, apesar de encontrar o progenitor de tempos a tempos, situação que não ocorre com Cássio, guarda-redes que nunca conheceu o pai e se recusou a fazê-lo. "Minha infância foi difícil. Quando precisei do meu pai, ele não estava presente. Não sei quais as circunstâncias ou por que ele não quis me registar, as pessoas erram. Mas é passado. Para mim, isso é assunto encerrado", contou o guarda-redes à revista Placar.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!