Ministério Público da Nicarágua acusa 23 manifestantes de terrorismo

Acusação na sequência de protestos que têm marcado aquele país desde 18 de abril.
Por Lusa|05.07.18
  • partilhe
  • 0
  • +

O Ministério Público da Nicarágua acusou na quarta-feira 23 manifestantes das cidades de Sébaco e Tipitapa por crime organizado e terrorismo, entre outros delitos, na sequência de protestos que têm marcado aquele país desde 18 de abril.

O Ministério Público acusou também Guillermo Jose Rodriguez Tinoco, suposto líder de um grupo de dez elementos, da autoria de um homicídio, que ocorreu a 30 de junho no novo bairro da cidade de Sébaco, a 105 quilómetros a norte de Manágua.

São ainda acusadas essas onze pessoas de crime organizado, terrorismo, obstrução dos serviços públicos; posse ilegal ou posse de armas; fabricação, posse e uso de armas proibidas; substâncias ou dispositivos explosivos usados contra os habitantes de Sébaco.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!