Ministério Público pede prisão para ex-presidente do BPP

Processo criminal diz respeito a alegada falsificação de contabilidade pelo banco.
Por Lusa|19.01.18
O Ministério Público pediu esta sexta-feira pena de prisão entre sete e nove anos para o ex-presidente do Banco Privado Português (BPP) João Rendeiro, nas alegações finais do julgamento no Tribunal Criminal de Lisboa.

Já para os ex-administradores Paulo Guichard e Salvador Fezas Vital foi pedida prisão entre seis e oito anos.

Nas alegações finais, a procuradora considerou que estes três administradores são "as peças-chave, os líderes" de um esquema fraudulento, "predominantemente o Dr. Rendeiro".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De 19.01.18
    Se um pai roubar um frango, <br/>no supermercado, <br/>vai de saco, <br/>estes bandidos roubam milhôes, <br/>andam livres, <br/>até quando esta justiça de merda vai permanecer,,,,
1 Comentário
  • De 19.01.18
    Se um pai roubar um frango,
    no supermercado,
    vai de saco,
    estes bandidos roubam milhôes,
    andam livres,
    até quando esta justiça de merda vai permanecer,,,,
    Responder
     
     0
    !