Ministro avisa Universidades contra praxes

O ministro da Ciência e Ensino Superior avisou ontem os responsáveis das universidades de que fará denúncia ao Ministério Público "sempre que tenha notícia de prática de ilícitos graves nas praxes".
29.09.09
  • partilhe
  • 0
  • +

Mariano Gago ameaça "responsabilizar civil e criminalmente" as instituições do Ensino Superior ou as associações de estudantes. Numa comunicação dirigida às direcções das instituições de Ensino Superior públicas e privadas, o ministro exorta ao combate "a praxes que, embora afirmando uma intenção de integração dos novos alunos, mais não são do que práticas de humilhação e de agressão física e psicológica de índole manifestamente fascista e boçal".

Gago sublinha que "a degradação física e psicológica dos mais novos como rito de iniciação é uma afronta aos valores da própria educação". E avisa os responsáveis das universidades que não podem fornecer "recursos materiais ou outras facilidades" para a realização de praxes. Recorde-se que a Universidade Lusíada foi condenada a semana passada pelo Tribunal de Famalicão a pagar 90 mil euros à família de um jovem morto em 2001 na sequência de uma praxe.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!