Mourinho dá tréguas à rivalidade com Wenger

José Mourinho deixa mensagem emotiva na despedida do técnico francês.
Por Mário Morgado Ribeiro|21.04.18
  • partilhe
  • 3
  • +
José Mourinho esqueceu a grande rivalidade que manteve ao longo dos anos com Arsène Wenger e deixou uma mensagem emotiva ao técnico francês, que vai deixar o Arsenal no final da época. "Se ele está feliz com esta decisão, então eu fico feliz por ele e espero que não se reforme", disse ontem o treinador português do Manchester United.

A guerra entre os dois técnicos tornou-se num clássico do futebol inglês e teve o seu auge em outubro de 2014, num jogo entre Chelsea e Arsenal (2-0), quando Mourinho orientava os ‘blues’. Os nervos estiveram à flor da pele e, a dada altura, os dois trocaram alguns empurrões, acabando por ser separados pelo 4º árbitro, já depois de sucessivas trocas de palavras.

O braço de ferro entre o português e o francês tem mais de uma década. Tudo começou em 2005, na segunda época de Mourinho no Chelsea. Em agosto desse ano, Wenger acusou o ‘Special One’ de jogar "muito à defesa" e a partir daí não houve tréguas. Mas depois de o francês ter anunciado a saída do Arsenal, o português baixou a guarda: "Respeito a pessoa, o profissional e a carreira."

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!