MP analisa "possibilidade de recurso" para Manuel Pinho voltar a ser arguido

Juiz de instrução criminal Ivo Rosa considerou "sem efeito" a constituição como arguido de Manuel Pinho no processo da EDP
Por Lusa|18.05.18
  • partilhe
  • 2
  • +

O Ministério Público anunciou esta sexta-feira que está a "analisar a possibilidade de recurso", depois do juiz de instrução criminal ter considerado "sem efeito" a constituição como arguido do ex-ministro da Economia Manuel Pinho no processo da EDP.

"O Ministério Público foi notificado da decisão. Está a analisá-la para efeitos de recurso", refere a Procuradoria-Geral da República numa resposta enviada à agência Lusa.

O juiz de instrução criminal Ivo Rosa considerou "sem efeito" a constituição como arguido de Manuel Pinho no processo da EDP, após aceitar ter existido uma irregularidade, revelou hoje o advogado Ricardo Sá Fernandes, que representa o antigo ministro.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!