MP pede novo julgamento para Paulo Pereira Cristóvão e outros 17 arguidos

Pereira Cristóvão está acusado de dois crimes de roubo qualificado.
Por Lusa|09.03.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O Ministério Público (MP) pediu esta sexta-feira que Paulo Pereira Cristóvão, antigo inspetor da Polícia Judiciária, e outros 17 arguidos, acusados de assaltos violentos a residências, em Lisboa e Cascais, sejam novamente julgados pelos factos que constam da acusação.

O processo voltou à fase de instrução, depois de em setembro do ano passado o Tribunal de Instrução Criminal de Cascais ter anulado a primeira instrução e, consequentemente, todo o julgamento que se tinha iniciado em junho de 2016, na sequência da decisão do Supremo Tribunal de Justiça, que declarou a "incompetência material" do Tribunal Central de Instrução Criminal para a realização da fase de instrução, após recurso da defesa de Paulo Pereira Cristóvão.

No debate instrutório, que decorreu hoje no Tribunal de Sintra, o procurador do MP disse que nesta fase da instrução - facultativa e que visa comprovar a acusação do MP ou o arquivamento do processo -, não foi apresentado pelos arguidos algo que "abale a acusação".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!