Mulher enterrada há 4000 anos encontrada com ossada decorada

Grupo de arqueólogos trabalhava nas escavações desde 2010, na Ucrânia.
30.07.18

Foram encontrados dezenas de túmulos antigos nas margens do rio Dniestre, na Ucrânia, e entre estes houve um que se destacou quando os investigadores encontraram uns ossos completamente ornamentados.

A recente descoberta das ossadas enfeitadas foi feita 4.500 anos depois da mulher, que tinha entre 25 e 30 anos, ter sido enterrada. A equipa de investigadores polacos e ucranianos encontrou 61 corpos durante as escavações até encontrarem os ossos que lhe despertaram a atenção.

Os ossos da mulher foram encontrados ao lado das ossadas de mais 13 adultos e cinco crianças, no entanto esta destacava-se pela rica ornamentação baseada em pinturas nos ossos.

Todos os túmulos encontrados têm milhares de anos e são considerados uma das formas arquitetónicas mais antigas do mundo.

Num comunicado à imprensa, a especialista que, tal como o resto da equipa, nunca tinha visto pinturas em esqueletos do antigo povo Yamna, deixa claro que a mulher "tinha de ser um membro importante da comunidade".

Inicialmente os investigadores puseram a hipóteses das marcas terem resultado de ação animal, mas depois de feitas análises químicas às ossadas, sabe-se que foram pintadas com substâncias derivadas da madeira resinosa.

De acordo com a revista Forbes, especialistas avançam que as ossadas pertenceram a um a comunidade pré-histórica da qual se tem pouca informação, sabendo-se apenas eram pastores nómadas e que sofriam de anemia por terem uma dieta pobre em hidratos de carbono e rica em proteína.

Apesar de ser comum o ritual após a morte já há milhares de anos, nunca tinha sido observado uma ossada como esta pertencente a comunidades pré-históricas da Europa.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!