Mundial de Atletismo só no cabo gera onda de críticas

RTP diz que não comprou evento devido aos valores “incomportáveis” pedidos pela IAAF.
Por Hugo Real|15.08.17
Primeiro foi Jorge Vieira, presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, a manifestar indignação. "Foi humilhante sentirmos a ausência da RTP nestes mundiais". Depois foi o Comité Olímpico de Portugal (COP), que exigiu esclarecimentos e consequências pelo facto de nenhum canal em sinal aberto ter emitido a prova (o mundial foi transmitido pela Eurosport), onde Inês Henriques se sagrou campeã do mundo (50 quilómetros marcha) e Nélson Évora conquistou o bronze (triplo salto).

Em comunicado, o COP salienta os deveres inerentes ao serviço público e sublinha que na lista dos eventos que devem ser qualificados de interesse generalizado do público consta a "participações de atletas portugueses ou seleções nacionais nas fases finais dos Campeonatos do Mundo e da Europa das diversas modalidades".

Esse despacho, publicado a 19 de outubro de 2016, é assinado pelo Ministro da Cultura, Luís Castro Mendes. Contudo, até ao fecho desta edição, o seu gabinete não respondeu às questões do CM.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!