Sub-categorias

Notícia

Nagasaki pede apoio à proibição de armas nucleares 72 anos após bombardeio

A cerimónia teve o seu momento central num minuto de silêncio, exactamente na hora em que foi lançada a bomba atómica.
Por Lusa|09.08.17
  • partilhe
  • 0
  • +

Nagasaki assinalou esta quarta-feira o 72.º aniversário do lançamento sobre a bomba atómica que os Estados Unidos lançaram sobre a cidade com um apelo aos líderes mundiais para que apoiem o tratado de proibição de armas nucleares aprovado em julho.

A cidade portuária japonesa assinalou a efeméride numa cerimónia celebrada no seu Parque da Paz, que teve o seu momento central num minuto de silêncio cumprido às 11h02 (03h02 em Lisboa), hora em que foi lançada a bomba atómica com núcleo de plutónio (batizada de "Fat man") sobre Nagasaki.

Após a cerimónia em memória das vítimas, o autarca de Nagasaki, Tomihisa Taue, proferiu um discurso marcada pelo facto de o primeiro tratado de proibição de armas nucleares, adotado por 122 membros das Nações Unidas, não incluir nenhuma potência nuclear [Estados Unidos, Rússia, Reino Unido, França, Israel, China, Índia, Paquistão e Coreia do Norte] nem muitos dos seus aliados, entre os quais o Japão.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias