Sub-categorias

Notícia

'Pato Donald' responde por assédio sexual

Um juiz federal dos EUA decidiu esta segunda-feira que a Disney vai sentar-se no banco dos réus, visto que uma norte-americana está a processar a empresa por stress pós-traumático depois de, em Maio de 2008, um funcionário que dava corpo ao 'Pato Donald', no parque temático da Disney World Epcot, na Florida, lhe ter apalpado os seios. O 'Pato Donald', por seu lado, enfrenta a acusação de assédio sexual.
04.01.11
  • partilhe
  • 0
  • +
'Pato Donald' responde por assédio sexual
Americana acusa trabalhador vestido de 'Pato Donald' de assédio sexual Foto Jim Ruymen/Reuters

April Magolon, de 27 anos, diz ter sido apalpada nos seios pelo 'Pato Donald' enquanto segurava no filho. A natural da Pensilvânia acusa ainda o trabalhador da Disney de ter brincado com a situação.

De acordo com o site My Foxphilly, a mulher pede uma indemnização de 50 mil dólares, cerca de 38 mil euros à Disney por negligência e sofrimento emocional causado. Alega que a situação lhe causou pesadelos, problemas digestivos e outras marcas permanentes.

O processo refere que as autoridades receberam 24 queixas semelhantes em 2004, quando o mesmo empregado da Disney se vestia de 'Tigre', um dos amigos de 'Winnie the Pooh'.

Na altura o empregado foi absolvido das acusações. A sua advogada conseguiu provar que este não via bem o suficiente dentro da máscara, o que justificou os contactos indesejados.

Prevê-se que volte a usar o mesmo argumento neste caso.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Cm ao Minuto

pub