PCP contra política de saúde do PS, PSD e CDS que oferece três mil euros a privados

"É inaceitável a postura demagógica e cínica de dirigentes", avançou Jorge Pires.
29.08.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O dirigente comunista Jorge Pires frisou esta quarta-feira a oposição do PCP à atual política da saúde, conduzida pelo PS, mas também da responsabilidade de PSD/CDS-PP, que desvia 3.000 milhões de euros por ano para grupos empresariais privados.

"O PCP chama a atenção para as dificuldades no funcionamento do Serviço Nacional de Saúde (SNS), reafirma a sua oposição à forma como o Governo do PS tem conduzido a política de saúde e denuncia a campanha em curso, desenvolvida a partir dos centros político e económico do grande capital", afirmou, em conferência de imprensa na sede partidária de Lisboa.

Segundo o membro da comissão política do Comité Central, a referida "campanha" tem duas componentes: desvalorizar o serviço público, "destinado aos mais pobres", e instituir um sistema de prestação de cuidados "centrada nos seguros de saúde", dependente "do dinheiro que cada um tivesse".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!