Sub-categorias

Notícia

Pedrógão Grande: Associação de empresas florestais perspetiva "verão trágico"

Por Lusa|19.06.17
  • partilhe
  • 0
  • +

O presidente da Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente (ANEFA) perspetivou hoje um "verão trágico para o setor florestal", na sequência do incêndio que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande e matou, pelo menos, 62 pessoas.

Remetendo para mais tarde "uma análise e avaliação ao que se passou", Pedro Serra Ramos antecipou já um "verão trágico para o setor florestal", tendo em conta que em meados de junho já se contabilizam mortos e uma "dimensão [de área ardida] na floresta que é impensável".

"Vamos começar a pensar onde é que vamos buscar madeira para a indústria que temos", referiu o dirigente da ANEFA, que recusou relações entre o incêndio e "mão criminosa", dado a "floresta queimada custar muito mais a trabalhar" e os preços serem semelhantes entre a madeira queimada e a que não está.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Cm ao Minuto

Editoriais

Falha imperdoável

Duas semanas antes do início da fase Charlie houve um alerta meteorológico para condições extremas e atípicas, propícias à propagação de fogos.

Fernanda Cachão

A época de incêndios

Os burocratas, decretaram que a fase mais crítica dos fogos em Portugal tem um calendário, e a tutela não os quis contrariar.

Colunistas

Equívoco pontual?

Foi o momento para confirmar a desconsideração do poder político pelo judicial.

Manuel Maria Rodrigues

Mais do mesmo

A mediocridade política também produz resultados a médio/longo prazo.

Mário Nogueira

Carreira docente

O governo pretende apagar os quase 10 anos cumpridos mas não contados.

Francisco José Viegas

Blog

É um estado de guerra e de dor no país. 36 mortos.

pub