MP investiga 21 processos de alegadas irregularidades na reconstrução de Pedrógão

Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional diz estranhar o facto de as denúncias terem surgido apenas quase um ano depois.
Por Lusa|30.08.18
  • partilhe
  • 0
  • +

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR-C) disse esta quinta-feira que já foram remetidos ao Ministério Público 21 processos no âmbito de alegadas irregularidades na reconstrução de habitações após os incêndios de Pedrógão Grande.

"Foram entregues ao Ministério Público (MP) todos os processos que na reportagem da Visão e da TVI lançavam suspeitas (...), bem como todos os processos do (fundo) Revita" para que, "de uma vez por todas, deixe de haver esta suspeição", declarou à Lusa Ana Abrunhosa, à margem da escola de verão da Comissão Europeia (Summer CEmp), que decorre até sexta-feira em Marvão.

Em causa está um inquérito aberto em julho pelo Ministério Público (MP) para investigar alegadas irregularidades na reconstrução de casas afetadas pelos incêndios de Pedrógão Grande, em junho de 2017, denunciadas por aqueles dois órgãos de comunicação.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!