Sub-categorias

Notícia

Pensão do Estado não vai ser suficiente

O presidente do Instituto de Seguros de Portugal (ISP) alerta que as pessoas devem ter a consciência de que a pensão do Estado provavelmente não vai ser suficiente e devem "complementar a sua reforma" através de outros instrumentos.
31.10.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Pensão do Estado não vai ser suficiente
Garantir uma boa pensão na reforma é cada vez preocupação maior Foto d.r.

"As sociedades ocidentais envelhecem. A esperança de vida aumentou fortemente e continuará a aumentar", disse José Figueiredo Almaça numa conferência sobre "A Literacia Financeira e o Financiamento do Investimento", associada ao dia da formação financeira, no âmbito do Dia Mundial da Poupança, que se comemora esta quarta-feira

Esta evolução demográfica fará com que "em poucas décadas, a proporção entre trabalhadores em relação a reformados se reduza acentuadamente" - ou seja, cada vez menos trabalhadores no activo para cada vez mais reformados. Isso, acrescenta o presidente do ISP, pode fazer com que o actual sistema se torne "insustentável".

"Se queremos evitar que o nível de rendimento se reduza quando chegamos à reforma, temos de complementar as pensões do Estado com outros instrumentos", disse Figueiredo Almaça.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
5 Comentários
  • De Duarte31.10.12
    Concordo com o Nuno, reformas actuais, as que se pagam actualmente, aquelas que já foram pagas não é justo serem reembolsadas. Limite nas reformas já! Reforma máxima de 2.500 euros e minima de 500 euros.
    Responder
     
     1
    !
  • De Henrique31.10.12
    Ajuda à solução é fácil:Cortem-se nos enormes vencimentos de administradores e seus enormes "prémios "de presença nas reuniões (mas eles já são pagos para quê?)e nas grandes pensões de quem não descontou o tempo normal
    Responder
     
     1
    !
  • De Júlio Vaz de Carvalho31.10.12
    Proponho o assalto a gasolineiras, bancos e mansões milionárias... como complemento.
    Responder
     
     1
    !
  • De hcs31.10.12
    Sem comentários para tanta burrice e ignorância e ainda por cima em destaque; '....actuais de hoje....'. De ontem também, não? É preciso paciência para tão pouca inteligência.
    Responder
     
     3
    !
  • De Nuno31.10.12
    As reformas ACTUAIS DE HOJE têm de ser reduzidas brutalmente !
    Responder
     
     7
    !

Mais notícias

pub