PJ detém três suspeitos de fraudes de milhões com subsídios

Autoridades realizaram buscas em Paredes, Santo Tirso, Espinho e Mafra.
12.06.18
A Diretoria do Norte da Polícia Judiciária (PJ) deteve dois empresários e uma contabilista por alegadas fraudes na obtenção de subsídios, pelas quais iriam receber indevidamente mais de seis milhões de euros, anunciou esta terça-feira aquela autoridade.

Em comunicado, a PJ acrescenta que, para consumar a atividade criminosa, os detidos, ligados à indústria do mobiliário, terão também concebido e executado esquemas de emissão de faturação sem correspondência com transações comerciais efetivas, que lesaram o Estado Português, em sede de IVA, em mais de 1,2 milhões de euros.

No âmbito do inquérito titulado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Paredes, a PJ procedeu à detenção dos três arguidos e à realização de buscas domiciliárias e não domiciliárias, naquele concelho e ainda em Santo Tirso, Espinho e Mafra.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!