Polícias moçambicanos levam médicos à força para interrogatório

Profissionais foram interrogados sobre a morte de um familiar de um oficial da polícia.
Por Lusa|22.08.18
  • partilhe
  • 0
  • +

A Ordem dos Médicos de Moçambique (OrMM) acusou esta quarta-feira agentes da polícia de terem levado à força dois médicos para um interrogatório de cerca de nove horas, sobre a morte por doença de um familiar de um oficial da polícia.

A OrMM diz, numa "carta de repúdio", que, no dia 13 deste mês, seis agentes da Polícia da República de Moçambique (PRM) levaram um internista e um médico residente dos Serviços de Urgências do Hospital Central de Maputo para a esquadra da unidade hospitalar e para uma outra fora.

Os médicos foram interrogados entre cerca das 15h00 e as 00h00, sobre a morte de um familiar de um oficial da polícia, refere a nota.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!