Precários pedem maior rapidez

Trabalhadores marcam novo encontro para preparar novos protestos.
Por Wilson Ledo/Jornal de Negócios|08.04.18
Os trabalhadores do Estado com vínculo precário, que entregaram requerimentos para a integração na Função Pública, exigem rapidez nos concursos. Foi esse o mote do protesto deste sábado em Lisboa, que reuniu mais de uma centena de precários do Estado.

A chuva impediu uma maior adesão ao protesto no qual estiveram formadores, bolseiros, investigadores, amas e jornalistas em situação de "falsos recibos verdes". A Associação Precários Inflexíveis já encaminhou um pedido de reunião urgente ao ministro do Trabalho, Vieira da Silva. Está também marcada uma reunião para o próximo sábado, em Lisboa, para definir novas formas de contestação. No Porto, a data está ainda por definir.

Apesar de o Governo ter anunciado que foram lançados 43 concursos e que um terço dos requerimentos dos 32 mil precários que concorreram ao Programa de Regularização Extraordinária de Vínculos Precários na Administração Pública (PREVPAP) foram analisados pelas comissões de avaliação bipartidas (CAB), os trabalhadores mostram-se preocupados com o futuro.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!