Presidente da ERC defende pacto nos 'media' para salvar sector

Carlos Magno comparou media "a uma espécie de ensaio da orquestra do [filme do] Fellini feito com a orquestra do Titanic".
27.09.17
  • partilhe
  • 0
  • +
O presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), Carlos Magno, disse esta quarta-feira que é necessário um pacto no sector "para salvar a paisagem audiovisual" e a própria democracia em Portugal.

Na abertura do debate "O Estado da Nação dos 'Media'", organizado pela Associação portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC), o presidente da ERC comparou o estado do sector dos 'media' em Portugal "a uma espécie de ensaio da orquestra do [filme do] Fellini feito com a orquestra do Titanic".

Perante a crise de transformação do sector para o digital, Carlos Magno disse ser urgente um pacto: "Gostava de dizer que este sector não está para treinadores de bancada, há muitos, é necessário um pacto para salvar a paisagem audiovisual e a democracia", em que estejam presentes os meios, os parceiros destes e ainda o Google, defendeu.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!