Cavaco alerta para se compatibilizar inovação e segurança 

Intervenção no 25.º congresso da APDC.
Por Lusa|25.11.15
  • partilhe
  • 0
  • +
Cavaco alerta para se compatibilizar inovação e segurança 
"Torna-se essencial compatibilizar a inovação com a segurança e os direitos fundamentais", disse Cavaco Silva Foto António Cotrim/Lusa

O Presidente da República alertou esta quarta-feira para a necessidade de compatibilizar a inovação com a segurança e os direitos fundamentais, tendo presentes as oportunidades e ameaças que podem trazer à liberdade.


"Torna-se essencial compatibilizar a inovação com a segurança e os direitos fundamentais, tendo presente as oportunidades - mas também as ameaças - que a nova fronteira tecnológica pode trazer às liberdades dos cidadãos", afirmou o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, numa intervenção na abertura do 25.º congresso da APDC, que decorre no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.


Falando de uma "fase crítica de evolução" da Europa, "onde os riscos se acumulam e a incerteza cresce", Cavaco Silva defendeu a existência de políticas que interpretem o novo modelo tecnológico e económico e que gerem confiança nos cidadãos.


"Sabemos que a mudança nas instituições é muito mais lenta e complexa do que as mudanças verificadas na ciência, na técnica ou na própria economia", disse.


Por isso, acrescentou, exige-se "especial sensibilidade" por parte dos poderes públicos para os desafios inerentes ao impacto das tecnologias na economia e na sociedade e é fundamental criar condições para que os poderes de regulação sejam eficazes e saibam assegurar a "compatibilização entre a modernização do sistema produtivo, a estabilização do sistema financeiro e o reforço da coesão social".


"Em todos estes desafios, a compreensão do papel e do potencial das TIC [Tecnologias de Informação e Comunicação] por parte dos poderes públicos será crucial para encontramos novas soluções para ultrapassar as fragilidades que se apresentam bem visíveis na Europa", sublinhou.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!