Preso no local onde escondeu homicida de inspetor da PJ

'Zé Gordo' chefiava rede de tráfico de droga na Galiza e gang de assaltos a carrinhas de valores em Portugal.
Por Liliana Rodrigues|03.08.18
José Luís Costa Almeida, conhecido pela alcunha 'Zé Gordo', voltou a ser detido na Galiza (Espanha), onde, em 2001, escondeu o comparsa José Augusto Ferreira, após este ter assassinado com uma metralhadora o inspetor da PJ do Porto, João Melo, numa emboscada, em Amarante, durante a qual o perigoso gang dos Ferreiras tinha assaltado mais uma carrinha de valores, em Lordelo, Paredes.

O cadastrado, de 41 anos e que estava evadido com uma pena de cadeia por cumprir, chefiava agora, a partir de Tomiño, na Galiza, dois grupos - um que se dedicava ao tráfico de droga em Espanha e outro que, em Portugal, desde 2015, realizava assaltos a carrinhas de valores e caixas multibanco, usando mais de 20 carros topo de gama que eram roubados e viciados. Dava ordens a oito comparsas que já foram detidos em julho pela PJ do Porto e que roubaram mais de meio milhão de euros.

Ontem, o arguido, natural das Taipas, Guimarães, seguiu logo para a cadeia para cumprir a pena que tinha pendente. Dos cúmplices, um está em prisão preventiva, quatro têm pulseira eletrónica e três foram soltos com apresentações periódicas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!