Primeiro-ministro australiano pede a resignação de arcebispo após condenação por pedofilia

Philip Wilsom foi condenado por encobrimento de atos de pedofilia que atingem a igreja católica na Austrália.
Por Lusa|04.07.18
  • partilhe
  • 0
  • +

O primeiro-ministro australiano pediu ao arcebispo da cidade de Adelaide para resignar na sequência da condenação por encobrimento de atos de pedofilia que atingem a igreja católica na Austrália.

Philip Wilsom, arcebispo de Adelaide, foi condenado na terça-feira a 12 meses de prisão por ter encoberto das autoridades australianas atos de abuso de menores cometidos por um sacerdote da igreja católica a norte de Sidney nos anos 1970.

O primeiro-ministro Malcom Turnbull disse hoje que ficou surpreendido pelo facto de Wilson não ter resignado.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!