Procurada pela polícia por fazer sexo oral a desconhecido em comboio

"Hoje é o meu aniversário", disse a mulher para justificar o ato.
23.03.18

A polícia australiana procura Chantelle Gordon, de 34 anos, uma mulher que está acusada de ter feito sexo oral a um desconhecido num comboio em Port Kembla, na Austrália. A mulher justificou o ato com o facto de ser o seu aniversário naquele dia.

Segundo documentos judiciais, Chantelle estava a masturbar-se no comboio quando foi surpreendida por Shane Brennan, de 38 anos. Segundo relatou Shane, a mulher limitou-se a perguntar "Estou excitada, não me queres f****?" e começou a fazer-lhe sexo oral em plena carruagem, sem se importar com a presença de outros passageiros.

"Ela disse que era o aniversário dela e que era uma coisa que sempre quis fazer", contou Shane Brennan. No entanto há um problema: na realidade, o aniversário de Chantelle é no dia 5 de janeiro, e não no dia 14 de dezembro, quando ocorreu o crime.

Na altura, os seguranças detetaram o que estava a contecer no comboio e atuaram imediatamente, surpreendendo e detendo os dois envolvidos, que estavam acusados de exposição obscena e ofensiva. A polícia achou que Shane estava a urinar para o chão, mas o homem garantiu que estava a "limpar o pénis com Coca-Cola". Chantelle teve logo que pagar uma multa por viajar sem bilhete.

Os dois não ficaram em prisão preventiva e, quando o caso chegou aos tribunais, Chantelle estava em paradeiro incerto e continua em fuga.

Chantelle e Shane, que é pai de três filhos, foram e terão que pagar uma multa de 420 euros.

pub

pub