Sub-categorias

Notícia

Proteção Civil escolhe Monsanto como "zona mais segura" em caso de sismo

Organismo irá concentrar as operações nesta zona da capital.
Por Lusa|11.01.17
Proteção Civil escolhe Monsanto como "zona mais segura" em caso de sismo
Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa Foto Vítor Mota

Os serviços da Proteção Civil de Lisboa irão ficar todos concentrados no mesmo espaço, em Monsanto, zona escolhida "por ser a mais segura da cidade em termos sísmicos", anunciou esta quarta-feira a Câmara Municipal.

"A Câmara Municipal de Lisboa [CML] vai proceder à concentração de todos os serviços de Proteção Civil num único espaço em Monsanto", refere o município numa nota enviada às redações.

Segundo a autarquia, "a zona geográfica foi escolhida por ser a mais segura da cidade em termos sísmicos, condição fundamental para a laboração deste serviço em qualquer circunstância".

Assim, as diferentes unidades do Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC) "passam a partilhar a mesma estrutura, onde está já instalada a Sala de Operações Conjunta (SALOC), no seguimento da estratégia de construção de uma relação cada mais próxima e fluida entre proteção civil e as forças de segurança, organizações nacionais e internacionais".

Desde 2010 que a SALOC reúne os meios de comando e controle do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa, da Polícia Municipal e do Serviço Municipal de Proteção Civil.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Cm ao Minuto

Armando Esteves Pereira

Interior sem rede

Há alguns anos alguém teve a brilhante ideia de distribuir telemóveis aos pastores da serra da Estrela para alertarem quando vissem algum foco de incêndio.

Francisco Moita Flores

Prestar contas

Que história da carochinha nos irá contar para explicar 160 milha de área ardida.

Victor Bandarra

Os dias do sr. Li

Miguel brinca. ‘Paguem os milhões que ele vai’. O sr. Li solta risinho.

Paulo João Santos

Salve-se quem puder

Espreitava as primeiras notícias do dia na CMTV, quando a cama pareceu inclinar, antes de bater na parede.

Ricardo Valadas

Decidir

Nada condiciona mais a ação de uma instituição do que a falta de meios.

pub