PS repudia medidas de separação de pais e filhos em carta aberta ao embaixador dos EUA

Para os deputados socialistas, as imagens divulgadas de crianças em jaulas "são chocantes e constituem um atentado flagrante contra os Direitos Humanos".
Por Lusa|20.06.18
  • partilhe
  • 8
  • +
Deputados do PS enviaram esta quarta-feira uma carta aberta ao embaixador norte-americano em Portugal apelando aos Estados Unidos para que ponha fim imediato a práticas de separação de crianças das suas famílias, respeitando os Direitos Humanos.

Esta carta aberta dirigida ao embaixador George Glass é subscrita por 21 deputados socialistas, entre eles os presidentes das comissões de Assuntos Constitucionais, Pedro Bacelar de Vasconcelos, e de Educação, Alexandre Quintanilha, o "vice" da bancada socialista Pedro Delgado Alves, Isabel Santos, Helena Roseta, Edite Estrela, o antigo ministro Jorge Lacão e a porta-voz deste partido, Maria Antónia Almeida Santos.

Este grupo de deputados do PS refere que "foram divulgadas imagens de crianças atrás de grades em centros de detenção junto à fronteira dos Estados Unidos da América com o México, separadas das suas famílias", as quais "foram acusadas de atravessar ilegalmente a fronteira americana".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!