PSD e CDS-PP acusam ministro da Defesa de desvalorização do roubo em Tancos

Centristas insistem a demissão do governante e do chefe do Exército.
07.07.17
  • partilhe
  • 4
  • +
PSD e CDS-PP acusaram hoje o ministro da Defesa de promover a desvalorização do furto de material de guerra em Tancos, com os democratas-cristãos a insistirem na demissão do governante e do chefe do Exército.

"Reafirmamos, este ministro está a mais no Governo, provou-o claramente nesta intervenção que teve e ficámos com a noção de que o general CEME [Chefe do Estado-Maior do Exército] também não tem condições neste momento para exercer as funções em que está", disse o deputado João Rebelo, em declarações aos jornalistas no final da audição parlamentar ao ministro da Defesa, Azeredo Lopes.

Na audição, Azeredo Lopes já tinha rejeitado demitir-se e afirmou: "ai de nós se começamos a fechar o conceito de responsabilidade política no conceito de decapitação, reduzindo-o á expressão de quem renuncia ao cargo porque entende que não tem condições".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!