PSD propõe novo apoio para grávidas ao 7.º mês de gestação e aumento da licença

Partido defende ainda a substituição do atual regime do abono de família por subsídios fixos por criança.
Por Lusa|04.06.18

O PSD propôs esta segunda-feira a criação um novo subsídio para todas as grávidas, de pagamento único ao 7.º mês de gestação, bem como o alargamento da licença de parentalidade para as 26 semanas.

No documento "Uma Política para a Infância" defende-se ainda a substituição do atual regime do abono de família por subsídios fixos por criança (independentemente dos rendimentos dos pais), a gratuitidade dos estabelecimentos de infância para as crianças entre os seis meses e os seis anos e apoios para empresas que invistam na abertura de creches ou jardins de infância.

Estas são as principais medidas que o PSD diz querer "submeter à reflexão e debate dos portugueses" na área da política para a infância e que constam de um documento de 84 páginas elaborado pela secção de Educação, Cultura e Desporto do Conselho Estratégico e Nacional (CEN) do PSD, e apresentado hoje no Porto pelo presidente deste órgão, David Justino, e pelo líder do PSD, Rui Rio.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!