PSD propõe pagar 10 mil euros por filho

Rui Rio pretende acabar com atual abono e atribuir a todas as famílias um valor anual desde o nascimento.
Por Ana Silva Monteiro|05.06.18
O PSD pretende distribuir mais de dez mil euros por filho por todos os portugueses. Esta é uma das medidas que integram o documento ‘Uma Política para a Infância’, divulgado esta segunda-feira pelo presidente do PSD, para incentivar a natalidade.

Naquele que é também o primeiro resultado do trabalho do Conselho Estratégico Nacional, Rui Rio quer acabar com o tradicional abono de família e criar uma nova prestação a atribuir a todas as famílias, independentemente do rendimento. E a mudança começa logo antes do nascimento, com a criação de um novo subsídio pago ao 7º mês de gravidez, equivalente a um Indexante dos Apoios Sociais (428,9 euros em 2018).

Depois, durante os primeiros seis anos de vida o valor pago à criança sobe para dois IAS (857,8 euros a valores de 2018). A partir dos seis anos e até aos 18, o valor desce para uma IAS. Assim, uma família com um filho receberá um total de 10 722,5 euros. Segundo as contas do PSD, esse montante pode crescer para 25 734 euros se uma família tiver um primeiro filho e, ao fim de dois anos, avançar para um segundo filho.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!