Regulador espanhol multa a Pescanova

Também o ex-presidente sofreu uma sanção de 200 mil euros.
22.03.14
  • partilhe
  • 0
  • +

A CNMV, reguladora dos mercados espanhola, multou a Pescanova em 100 mil euros e o ex-presidente em 200 mil euros pela divulgação, em março de 2013, de dados falsos sobre a empresa, anunciou hoje a entidade.

Segundo informação divulgada hoje no Boletim Oficial do Estado, as multas da CNMV resultam da divulgação de "dados inexatos, não verdadeiros e enganosos" pelo ex-presidente Manuel Fernández de Sousa-Faro, tratando-se de sanções muito graves.

Em causa está um comunicado relevante enviado pela empresa à Comissão Nacional de Mercado de Valores (CNMV) de Espanha, a 14 de março de 2013, que refere que o conselho tinha acordado "por unanimidade (...) ratificar a linha de reestruturação da sua política financeira".

A Pescanova está em falência e conta com uma dívida de três mil milhões de euros (3.500 milhões se não forem tidos em conta os títulos), com uma centena de bancos credores.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!