Rússia culpa Londres por ataque químico na Síria

Moscovo diz que o Reino Unido quis criar pretexto para operação para derrubar Assad.
Por F.J.G.|14.04.18
A Rússia acusou esta sexta-feira agentes britânicos de terem encenado o ataque químico em Douma para justificar uma intervenção militar destinada a derrubar o presidente sírio, Bashar al-Assad. "Temos provas de que o Reino Unido esteve diretamente envolvido em organizar esta provocação", afirmou Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia.

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, sublinhou a mesma ideia, mas sem referir claramente o Reino Unido: "Agentes de um país que atualmente está na linha da frente da campanha russofóbica estiveram envolvidos neste acontecimento encenado."

Karen Pierce, embaixadora britânica na ONU, considerou a acusação "grotesca, bizarra e uma mentira flagrante", garantindo que o Reino Unido "nunca se envolveria no uso de armas químicas".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!