Seguradoras garantem 3,5% nos PPR

A rendibilidade dos seguros de vida PPR, detidos por mais de dois milhões de portugueses, foi nos últimos três anos de 3,5 por cento, anunciou ontem a Associação Portuguesa de Seguradores (APS).
17.09.09
  • partilhe
  • 0
  • +

A associação que representa a indústria seguradora refere que dos 310 produtos com mais de três anos de existência, 281 atribuíram uma rendibilidade média neste período igual ou superior a três por cento, sendo que a média das rendibilidades nos últimos três anos foi de 3,5 por cento.

A média das rendibilidades de 2008 foi de 3,4 por cento, acrescenta. As companhias de seguros referem que "a rendibilidade dos PPR foi sempre superior à dos depósitos a prazo, quer se faça uma análise de curto, médio ou longo prazo". Os PPR podem assumir a forma de Seguros, Fundos de Investimento ou Fundos de Pensões, mas são os seguros quem têm a maior quota de mercado: cerca de 85 por cento.

Os PPR tornaram-se um assunto da campanha eleitoral com Francisco Louçã a defender o fim dos benefícios fiscais a esta aplicação. No entanto, o investimento em PPR sem capital garantido, pode ser perigoso. Alguns fundos perderam mais de 20% do capital investido.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!