Sub-categorias

Notícia

Sindicatos repudiam aumento de carga horária

O aumento de meia hora no horário de trabalho mereceu esta segunda-feira o repúdio da UGT e da CGTP por se tratar de uma medida que estimula o desemprego, enquanto o Governo a defende por ser um estímulo à competitividade.
31.10.11
  • partilhe
  • 0
  • +
Sindicatos repudiam aumento de carga horária
João Proença contesta Governo Foto D.R.

"Está em causa a destruição do horário de trabalho, não há memória deste  tipo de medida em toda a União Europeia e merece o nosso repúdio total",  disse o secretário-geral da UGT, João Proença, no final da reunião de concertação  social, que durou mais de quatro horas.

A tensão ficou registada pelas palavras duras de João Proença a avisar o Governo de que "não pode continuar a brincar  com a concertação social".A posição da CGTP, em linha com a defendida pela UGT, rejeita a proposta  do aumento do horário de trabalho em meia hora por dia, dizendo tratar-se  de "uma farsa".

No próximo dia 24 de Novembro está convocada uma greve geral, promovida pelas duas centrais sindicais.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

pub