Sub-categorias

Notícia

Síria: Apoio ao terrorismo impede acções humanitárias

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, considerou que não se pode falar de acções humanitárias enquanto a comunidade internacional continuar a apoiar actos terroristas na Síria.
26.07.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Síria: Apoio ao terrorismo impede acções humanitárias
Foto REUTERS

"Propomos coisas que permitem pôr fim imediato à violência. A outra parte diz: ou capitulação do regime, ou continuaremos a apoiar as mais diversas formas, nomeadamente, a luta armada da oposição, a justificar actos terroristas", declarou, no final de um encontro com o homólogo sérvio, Vuk Jeremic.

"Nisso reside a questão essencial: enquanto semelhante apoio continuar, não se pode falar de qualquer missão humanitária, principalmente pelos que não deixam acalmar esse incêndio", acrescentou.

O comité de ministros da Liga Árabe sobre a Síria, que se reuniu no Qatar em 23 de Julho, defendeu a necessidade da realização de uma sessão extraordinária da Assembleia Geral da ONU para criar "zonas de segurança" e "corredores humanitários" na Síria.

Serguei Lavrov frisou que Moscovo não recebeu qualquer informação oficial sobre essa proposta da Liga Árabe.

"Continuamos convencidos de que aquilo a que chegámos a acordo em Genebra, a 30 de Junho, constitui a base firme do apoio aos esforços de Kofi Annan, aos esforços dos observadores e, principalmente, uma base firme para que o Conselho de Segurança [da ONU] aprove as abordagens lá propostas e não reveja o que lá foi acordado", frisou.

O ministro russo disse esperar que seja prolongado o mandato da missão de observadores da ONU na Síria.

"Estamos firmemente convictos que ambas as partes irão respeitar o apelo do Conselho de Segurança da ONU de respeitar a segurança dos observadores da ONU e espero que, dentro de 25 dias, quando terminar o prazo de 30 dias, o Conselho de Segurança da ONU consiga prolongar a missão e, quem sabe, restabelecer o seu número ou mesmo aumentá-lo", concluiu.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
2 Comentários
  • De Alva27.07.12
    Usaram meios da ONU para passar alkaidas da Líbia para a Síria.Agora foram para Alepo matar Cristãos.Felizmente a Rússia dá-lhes nas trombas, abençoados...!!!
    Responder
     
     0
    !
  • De alfredo belem26.07.12
    Conversa fiada.
    Responder
     
     2
    !

Mais notícias