Subsídio de defeso da sardinha por pagar

Com os barcos parados há quase um mês, despacho do Governo continua por publicar.
Por Tiago Griff|26.11.17
  • partilhe
  • 0
  • +
Os mais de 40 barcos da pesca da sardinha do Algarve estão em terra há quase um mês, em cumprimento do defeso da espécie, mas o despacho do Governo para que os armadores se possam candidatar aos subsídios de compensação continua por publicar. A decisão "já devia ter sido tomada", reclamam as associações de pescadores da região, mas está adiada, até uma reunião a realizar em Bruxelas, no início de dezembro.

"Estamos apreensivos em relação a toda esta situação e estamos muito preocupados. Vamos esperar, mas a situação começa a tornar-se complicada porque as pessoas querem resolver as suas vidas", lamenta ao CM Miguel Cardoso, da associação Olhãopesca.

O atraso do despacho deve-se à discussão do plano de recuperação da sardinha que tem envolvido os governos português e espanhol - que partilham a cota -, associações de pescadores de todo o País e, agora, a Comissão Europeia. A reunião, que se espera definitiva, em Bruxelas, está marcada para o dia 4 de dezembro.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!