Criança resgatada sonha agora pertencer à Marinha tailandesa

Futebolistas pedem desculpa aos pais por não lhes terem dito que iam à gruta.
18.07.18

As 12 crianças tailandesas e o treinador de futebol resgatados da gruta inundada na Tailândia, e que estavam internados desde a semana passada, abandonaram o hospital e falaram em conferência de imprensa pela primeira vez após o resgate.

Debaixo de aplausos dos presentes, os jovens apresentam-se revelando as posições em que jogam futebol. E contaram histórias dos quase 20 dias que viveram dentro da gruta. Um deles conta a alegria do momento em que os mergulhadores os encontraram.

Jovens tailandeses dão toques na bola e falam em milagre após resgate



"Houve um dia em que estávamos sentados numa rocha, ouvimos pessoas a falar, o treinador disse para nos levantarmos e depois vimos umas pessoas na água, o treinador disse para irmos em direção à luz, ouvimos mais vozes e percebemos que era a nossa ajuda. Agarrei na lanterna do mergulhador e apontei a lanterna para os outros rapazes. Era muito difícil de ver, eu cumprimentei os mergulhadores, disse olá e quando eles saíram da água ficámos todos muito surpreendidos. Pensei que era um milagre... Não sabia o que lhes devia dizer. Ficamos muito contentes com o facto dos mergulhadores nos encontrarem", diz um dos jovens resgatados na gruta.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!